Prós e Contras dos Remédios de Emagrecimento

Os contras formam uma lista muito maior que os prós, então, preste atenção neles.

Artigo publicado por nas categorias: Dicas para Emagrecer

Ao esbarrarem nas dificuldades do emagrecimento, que é a prática de atividades físicas regulares e a reeducação alimentar, muita gente acaba apelando para os remédios para emagrecer, que prometem a perda de peso rápida e sem esforços. Entretanto, como esses medicamentos só são vendidos em farmácias com a apresentação de receita médica, algumas pessoas recorrem a sites na internet que os vendem indiscriminadamente, o que leva o Brasil ao topo mundial quando o assunto é consumo de inibidores de apetite que, junto dos Estados Unidos e Argentina, soma 78% dos usuários do planeta. Se você está pensando em entrar nesse time, conheça os prós e contras dos remédios de emagrecimento.

Prós

Os únicos a levarem vantagem com o uso dos remédios para emagrecer são as pessoas que sofrem de obesidade mórbida (IMC igual ou maior a 30) ou com sobrepeso (IMC igual ou maior que 26) que tenham alguma doença relacionada ao peso como diabetes, colesterol alto ou hipertensão, que devem ingeri-los para terem melhor qualidade de vida e por terem dificuldades em fazer atividades físicas. Ou seja, eles só são receitados pelo médico após uma minuciosa avaliação das condições da saúde dos pacientes e verificar que os danos causados pelas doenças associadas ao peso sejam maiores que os oferecidos pelos medicamentos.

Como ter saúde e emagrecer com remédios

Isso porque toda droga para emagrecer contém substâncias que provocam efeitos colaterais nocivos tanto para a saúde física como mental, principalmente os anorexígenos, que têm maior poder de emagrecimento por inibirem a fome, mas que também podem causar dependência química, além de transtornos psicóticos, confusão mental, taquicardia, sudorese, enjôo, dor de cabeça entre outros. Os principais ingredientes são o femproporex, o mazidol e as anfetaminas.

Outros grupos de medicamentos para a perda de peso são os sacietógenos, que aumentam a sensação de saciedade e os inibidores da enzima lípase, que fazem com que o organismo absorva 30% menos gordura, eliminando-a através das fezes.

Contras

A lista dos contras é muito maior que a dos prós. Por isso, se você não tem nenhum problema de saúde associado ao peso, prefira remédios naturais ou faça a combinação básica, que pode levar mais tempo, mas realmente funciona e mantém a sua saúde intacta: atividades físicas e alimentação equilibrada.

O primeiro motivo para não usar os remédios para emagrecer, obviamente, são os efeitos colaterais nocivos à saúde. Os anorexígenos, como descrito acima, podem gerar inúmeros malefícios, inclusive transtornos alimentares, depressão, alucinação, delírios e surtos psicóticos, além da síndrome da abstinência, que leva a pesadelos, lentidão, fissura interna, ansiedade e agitação.

Prós e contras dos remédios para emagrecer

Os sacietógenos, por sua vez, podem causar boca seca, hipertensão, sonolência, taquicardia, constipação, dores menstruais e náuseas. Já os inibidores da enzima lípase podem oferecer problemas constrangedores como gases e incontinência fecal, além de falta de vitaminas depois de certo tempo de uso, já que o corpo também deixa de absorvê-las.

Entretanto, se você realmente pretende utilizá-los para perder peso rápido, o segundo motivo pode ser decisivo: após algum tempo de uso (o tempo máximo recomendado é de no máximo 6 meses), o seu organismo se acostuma aos componentes do medicamento, que param de surtir o mesmo efeito. Então, mesmo você tendo perdido vários quilos ingerindo-os, irá recuperá-los com o tempo, o que causará o efeito sanfona. E muitas pessoas chegam a ficar até mais gordas. Isso não acontece somente quando a ingestão de remédios é feita com o acompanhamento médico, que não é feito ao comprá-los ilegalmente.

Considerações Finais

Esse artigo serve para conscientizar as pessoas quanto ao uso indiscriminado de medicamentos para emagrecer porque várias delas já tiveram problemas graves de saúde somente para terem o corpo perfeito sem se esforçarem para isso. Então, pare e pense nos prós e contras para decidir se colocará ou não a sua vida em risco.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.