Inibidores da Enzima Lípase

Eles fazem com que 30% da gordura deixe de ser absorvida pelo organismo, sendo eliminada.

Artigo publicado por nas categorias: Remédios para Emagrecer

Diferentemente de outros medicamentos para emagrecer que reduzem o apetite ou criam a aversão à comida, os inibidores da enzima lípase fazem com que parte da gordura ingerida não seja absorvida pelo organismo, mas liberada. Com isso, é possível perder peso, apesar de alguns efeitos colaterais desagradáveis e constrangedores. Se você está interessada em conhecer os inibidores da enzima lípase, leia esse artigo com atenção.

O Que São Os Inibidores da Enzima Lípase

O Orlistat é o principal ativo dos medicamentos inibidores da enzima lípase, sendo recomendado somente para os casos de obesidade e sobrepeso que não têm tratamento através de atividades físicas e restrição alimentar. A sua ação é sobre as enzimas lípases, que têm como função absorver as moléculas de gordura, quebrando-as. Com isso, aproximadamente 30% de toda a gordura ingerida deixa de ser absorvida e é liberada pelas fezes. Sendo assim, de nada adianta ingerir o Orlistat e continuar comendo bastante gordura, pois não haverá efeitos emagrecedores.

Remédios para Emagrecer

Quantos Quilos é Possível Perder com os Inibidores da Enzima Lípase?

Quando acompanhados por atividades físicas regulares e dieta balanceada, os inibidores da enzima lípase são capazes de fazerem os seus usuários perderem até 10% de seu peso em 12 meses de uso.

Benefícios dos Inibidores da Enzima Lípase

Além do emagrecimento, os inibidores da enzima lípase oferecem outros benefícios: redução das taxas de glicose sanguíneo, controle da pressão arterial, redução do acúmulo da gordura no fígado, redução do colesterol ruim (LDL) e do ácido úrico. Além disso, alguns estudos comprovaram que eles auxiliam na redução da quantidade de um tipo de gordura perigoso encontrado na região da barriga cujo nome é gordura visceral. O seu excesso tem sido associado ao surgimento de algumas doenças, porém ainda não há comprovações científicas.

Para Quem os Inibidores da Enzima Lípase São Recomendados

Os medicamentos inibidores da enzima lípase só podem ser comprados mediante a apresentação de prescrição médica. Por seu lado, os doutores só os receitam em casos de pessoas obesas com IMC maior ou igual a 30 após atingirem a maioridade ou com sobrepeso (IMC igual ou maior que 27) com doenças como hipertensão arterial, esteatose hepática, diabetes tipo 2 e colesterol alto.

Orientações de Uso

Os inibidores da enzima lípase devem ser ingeridos 3 vezes ao dia antes de cada refeição quando a sua dose é de 120 mg. Além disso, recomenda-se que também seja feito o uso de um multivitamínico que contenham as vitaminas A, D, E e K, além de beta-caroteno, pois provocam alterações na absorção dos nutrientes provindos da alimentação. Porém, eles devem ser ingeridos somente 2 horas após o uso dos inibidores para evitar a interação medicamentosa.

Inibidores da Enzima Lípase

Principais Inibidores da Enzima Lípase

Como escrito anteriormente, o Orlistat é o principal ativo dos inibidores da enzima lípase, estando presente em medicamentos cujos nomes fantasia são Xenical e Lipoblock. Além disso, ele pode ser manipulado, o que o torna mais barato.

Efeitos Colaterais dos Inibidores da Enzima Lípase

Como provocam a não digestão das células adiposas, os principais efeitos colaterais dos inibidores da enzima lípase são: cólicas abdominais, presença de gotas de gordura nas fezes e mais visitas ao banheiro, além de alguns constrangedores como o aumento de gases e a incontinência fecal.

Em alguns casos, surtem dores de cabeça, dores para urinar, ansiedade, cansaço, sintomas relacionados à gripe, insônia e alterações nos ciclos menstruais. Os efeitos mais raros são a reação alérgica e a lesão hepática.

Contra Indicações

Os inibidores da enzima lípase são contra indicados para grávidas, crianças, lactantes e idosos, que só podem utilizá-los após uma minuciosa avaliação médica. Usuárias de anticoncepcionais também devem evitá-los, pois pode ocorrer a redução da absorção dos componentes do medicamento.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.