Comprimidos para Emagrecer

Há diversos tipos de comprimidos para emagrecer no mercado, basta escolher o melhor para a sua saúde.

Artigo publicado por nas categorias: Remédios para Emagrecer

Em um mundo em que é praticamente proibido estar fora de forma e não há tempo o suficiente para a prática de atividades físicas e para se ter uma alimentação saudável, os comprimidos para emagrecer se tornaram virais. Isso porque prometem o emagrecimento praticamente instantâneo e sem esforço algum. Se você está pensando em qual remédio para emagrecer irá apostar para chegar ao verão com o corpinho de modelo, conheça um pouco melhor cada um deles para se decidir:

Medicamentos para Emagrecer Naturais

Os remédios para perder peso naturais têm plantas, ervas, frutas ou sementes com propriedades emagrecedora que ora fazem com que você sinta menos fome ou aceleram o seu metabolismo de modo que o seu corpo queime mais calorias. Dentre as opções de pílulas para emagrecer, esses seriam a melhor escolha, pois não trazem efeitos colaterais nocivos à saúde e muitos, inclusive, oferecem benefícios a ela, seja para o seu organismo e/ou para a beleza e rejuvenescimento da sua pele. Os mais conhecidos são:

Comprimidos para Emagrecer

  • Goji Sbelt: produzido com o extrato do Goji Berry, a frutinha asiática que se tornou famosa por gerar o emagrecimento por causa da vitamina C de sua composição, esse produto ainda traz vários benefícios à saúde como melhorar o sistema imunológico, reduzir a celulite, melhorar a visão, proteger a pele, prevenir doenças cardiovasculares e possuir ação anticancerígena.
  • Green Coffee Slim: o extrato do café verde é rico em 2 substâncias que ajudam na perda de peso: a cafeína e o ácido clorogênico. A primeira é termogênica, ou seja, eleva um pouco a temperatura do corpo, o que faz com que o metabolismo se acelere para alcançar o equilíbrio térmico e a segunda induz o organismo a utilizar o estoque do tecido adiposo no lugar da glicose para a produção de energia, eliminando o açúcar. E mais: ele é comprovadamente anticancerígeno, anti-idade e antioxidante.
  • Cenaless: o Psyllium, extrato vegetal que contém fibras solúveis e insolúveis, tem a capacidade de, em contato com a água, transformar-se em um gel que ocupa o lugar que seria destinado aos alimentos no estômago. Com isso, você sente menos fome e, consequentemente, emagrece. E ao absorver a gordura, previne doenças cardíacas e celulites. Essas cápsulas também possuem colágeno, que deixa a sua pele rejuvenescida e vitamina C, poderoso antioxidante.

Remédios para Emagrecer Industrializados

As farmácias têm as prateleiras lotadas de comprimidos para perder peso industrializados e muitas mulheres ficam com os olhos piscando quando os vêem, pois são verdadeiras tentações para emagrecer rápido. Porém, o que não sabem é que causam inúmeros efeitos colaterais nocivos à saúde que vão desde uma leve dor de cabeça até uma depressão ou problema cardíaco.

Comprimidos para perder peso

 

Por isso, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) só permite a sua venda sob prescrição médica, que deve ser dada somente em casos extremos de obesidade mórbida ou sobrepeso com doença relacionada ao peso como diabetes, hipertensão ou problema no coração. Há 3 grupos deles:

  1. Sacietógenos: ao agirem no Sistema Nervoso Central, causam a sensação de saciedade com a ingestão de menos alimentos que o de costume. Os mais conhecidos são a Sibutramina, a Lorcaserina, a Tesofensina, o Belviq, o Contrave, o Victoza e o Qnexa.
  2. Anorexígenos: também agem no Sistema Nervoso Central e faz com que os seus usuários sintam aversão à comida, porém, provocam a dependência química, pois são derivados das mesmas substâncias utilizadas na fabricação de drogas como a cocaína e o crack. São eles o Desobesi-M, o Delgar, o Fagolipo, o Hipofagin S 75, o Moderine e o Fluril.
  3. Inibidores da Enzima Lípase: ao contrário dos anteriores, esses medicamentos para emagrecer agem no intestino, mais especificamente sobre as enzimas responsáveis pela absorção das células de gordura. Com isso, elas deixam de ser quebradas, o que resulta na eliminação de aproximadamente 30% de toda a gordura ingerida através das fezes. A substância que causa esse efeito é o Orlistat, presente no Xenical e no Lipoblock.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.